TRAGÉDIA AMBIENTAL E O IMPACTO NO MERCADO IMOBILIÁRIO EM CHAPADA DOS GUIMARÃES MT


Imagem  TRAGÉDIA AMBIENTAL E O IMPACTO NO MERCADO IMOBILIÁRIO EM CHAPADA DOS GUIMARÃES MT	  - Dr Sanitiza

Repúdio total ao governo federal do PT pelo descaso com Chapada dos Guimarães

 

O presidente do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Mato Grosso – CRECI-MT, Claudecir Contreira, como representante do mercado imobiliário pede ação também do Governo Federal, sobre recentes rachaduras e quedas de rochas divulgados e apontados em relatório do estado no trecho da MT-252, Portão do inferno, com risco de deslizamento.

Contreira cita que o problema vem sendo discutido pelas autoridades, mas não viu até o momento o setor nacional, através do Ministério do Meio Ambiente se manifestar. Ele ainda afirma que o mercado imobiliário que se fortalecia em Chapada dos Guimarães não pode passar por um retrocesso, e lembra também que o comércio local já está padecendo.

“O mercado imobiliário do município de Chapada estava se fortalecendo nos últimos tempos, e com a notícia da criação da br-030, as expectativas ainda melhores, da mesma forma o comercio local, mas agora com essa tragédia natural que vem ocorrendo na estrada que dá acesso ao município, pode haver um retrocesso e por isso pedimos as autoridades e representantes legais que tomem providências”.

 

O relatório do governo estadual apontou até o dia 09 de janeiro, que três desmoronamentos foram registrados na região, com risco de quedas e rochas dos paredões no contorno da rodovia.

“Esta é a principal via de acesso a cidade turística de Chapada, e mesmo com o trânsito interrompido na rodovia, conforme a Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística (Sinfra-MT) está realizando e monitorando, não é o suficiente e se providencias imediatas não forem tomadas, a tragédia natural já está anunciada, e com isso todos vão sofrer com as consequências”, pontuou.

Na manhã desta sexta-feira (15), conforme anunciado após visita do senador Wellington Fagundes, a convite do presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), Sérgio Ricardo, o senador disse que, como alternativa é o repasse do Parque Nacional de Chapada a Mato Grosso para que seja feito o investimento de R$ 200 milhões sinalizados pelo governador Mauro Mendes. 

“Tem que ser uma somatória de todos. Por isso, acho importante estar aqui o presidente do Tribunal de Contas do Estado, o envolvimento do Tribunal de Contas da União, e toda bancada reunirmos com a ministra Marina, até mesmo com o presidente Lula. E sabe-se que aqui precisa ser tomada uma decisão. O importante é, que o governador Mauro também tem esse mesmo posicionamento, que o governo federal transferisse a outorga para Mato Grosso para que o estado, junto com a Prefeitura de Chapada, Várzea Grande, Cuiabá e todo mundo interessado da Baixada, possam não só fazer os investimentos e promover o incentivo ao turismo", enfatizou Fagundes.

 

 

 

 

 

 

 

COMUNICAÇÃO CRECI-MT

Logo CRECI-MT 19ª Região

CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMOVEIS
19ª REGIÃO

CNPJ: 14.921.282/0001-74

ENDEREÇO:

Av. André Maggi, nº 877, Centro Político Administrativo
Cuiabá – MT, CEP: 78.049-080
Tel.: (65) 3313-4800

Atendimento de Segunda a
Sexta-Feira das 8hs as 18hs

Copyright © 2022, CRECI-MT 19ª Região - Todos os direitos reservados. Desenvolvido por E2A Soluções Digitais.